Erros De Meia F Cil De Fazer

5 livros de beleza

As pessoas de uma idade, companheiros da idade que conhecem um a outro do banco de um estudante, em essência em passos da carreira ombro a ombro. Tendo aprendido quando e que instituição de educação de pessoas onde trabalha, os japoneses facilmente também define a sua posição oficial presente, tanto o seu salário como as suas perspectivas.

E para trabalhadores de grande, moderno o sistema do contrato ao longo da vida de certo modo agasalha-se no sistema da escravidão ao longo da vida. Na essência, priva da pessoa da oportunidade - um lugar, trabalhe voluntariamente. Em todo o mundo que tomou na cabeça para deixar uma firma a empregar-se no outro, olhe, quase como no leproso.

Os empregados públicos "lançam-se de pára-quedas" nas corporações privadas unidas pela natureza da atividade com este ministério. Tal prática vínculos entre maquinismo de governo e o mundo. Realmente, representa uma de formas de corrupção. As firmas principais procuram interessar funcionários com que têm negócios, perspectiva de receber empregos confortáveis de tarde da vida. (Normalmente são postos de consultores com salários e com fácil "para permanecer em contato" com ser no ministério.) As companhias privadas enviam os aposentados a filiais e ambos que veem nele o benefício para si mesmos.

No primeiro e bastante muitas vezes só alugar para um o japonês pensa não tanto de um salário, quantos de situação e prestígio da firma com que ele destino. Depois que toda a órbita vital da pessoa em condições japonesas em primeiro lugar por com que ponto o começará.

O sistema do contrato ao longo da vida realmente é uma sobra de um patriarkhalshchina feudal. Mas como é paradoxal, a capital japonesa conseguiu usar este sistema para acelerar um da indústria do país.